domingo, 5 de julho de 2009

O Poeta e o Mar

É doce amar no mar
Nas ondas salgadas me entregar
Deixar-me levar pela poesia
Nobre timoneira aventureira!....

É doce chorar no mar
Com lágrimas de sal marinho
Sentir saudades dele
Meu ardente poeta, leão marinho!...

É doce viver no mar
Lugar de sal doce
De doce sonhar

De águas vivas e salgadas
Do aconchego de Iemanjá
Mãe dos poetas que almejam
A estrela do a-Mar

Um comentário:

  1. Marisa,
    O som de seu poema é doce e encanta.
    Sonia

    ResponderExcluir